Em memória do escritor e promotor da cultura popular portuguesa.

'Entre quem é'

Ver todos os artigos do blogue
  • Alguns utensílios agrícolas

    Ilustração de Nuno Barreto para Poemas Durienses de António Cabral

    Corta em asa, intensa e oblíqua, onde a mão humana. Não tem ideias, porém a mão a torna calculada. Então a vida sobre o instantâneo suporte abre caminho. A vida contra a vida re- partida à espera de re-ser. [...]

  • A pequena exploração agrícola

    Ilustração de Nuno Barreto para Poemas Durienses de António Cabral

    O Douro não é só vinhedos espraiados nas ladeiras voltadas ao rio e nas zonas mais altas, frescas e menos acidentadas: é também a quintarola ou granja de pequenas dimensões, o quintal à beira da casa de habitação ou dela afastado – o praediolum dos romanos. Por vezes o prédio murava-se e daí as designações […]

  • Ao correr da pele

    Objetos de António Cabral (1931-2007) - Etnografia

    A IDADE, o que tem de poço, intimida, quando nos sentimos envelhecer, quando os números são infinitamente povoados.

Só a poesia é gloriosamente múltipla — Bodas selvagens