Anoitece

No 10.º aniversário da morte de António Cabral, 23 Out. 2007 – 23 Out. 2017

Anoitece e agora, sim, a lua nova abeira-se do mar, dúvida nua antes da purificação. Uma gaivota vai seguir para lá e eu peço-lhe inutilmente que me leve consigo. O tempo deixará de existir quando a idade for uma estrela sem lados.

  • A tentação de Santo Antão

    A tentação de Santo Antão

    15.00
    Adicionar

One Response to “Anoitece”

  1. António José Escaleira 24/10/2017 at 15:13 #

    Lamentavelmente, até para o reconhecimento dos méritos, Douro e Trás os montes ficam muito longe e periféricos, como se os picos do Marão e os enegrecidos penedos dos montes da Srª. da Cunha nada deixem vislumbrar…

Deixar uma resposta