Douro novo

À memória de António Cabral, grande poeta duriense

I
A luz doutras miragens
acorda em teus espelhos
translúcidas memórias,
nostálgicas vertigens,
paisagens escondidas
em mágicas cortinas,
colinas que deslizam em escadas líquidas,
magia desdobrada, a descoberta
que, a par de um Douro-terra,
navega um douro-prata!

II
Magia tão secreta
onde há perdidos sonhos,
naufrágios, cachoeiras,
vertigens esquecidas,
translúcidas memórias…
são histórias verdadeiras?
serão lendas de velhos?
que guardam teus espelhos?

III
Possuis novas maneiras,
novo rosto,
e em tuas velhas rugas,
onde há perdidos sonhos,
a mesma natureza
eterna e levedada
em suor e seiva e mosto!

IV
magia tão secreta
em teus cristais,
em teus lençóis de prata
aonde se desenha, bem concreta,
a tua força
eterna e levedada,
agora mais serena
mas nunca amordaçada!

Pinhão, Junho de 1982

José Eduardo Rodrigues, in Paraíso revisitado: roteiro poético alfacinha e duriense
Sobre o autor: José Eduardo Rodrigues é o pseudónimo de José Alves Ribeiro, natural de Cabeda, Freguesia de Vilar de Maçada, concelho de Alijó, nascido a 10 de Setembro de 1943, onde reside até à conclusão da instrução primária. Cursa o primeiro ano do Liceu em Vila Real, indo depois frequentar o Liceu Camões, em Lisboa, onde faz todo o seu percurso liceal. De seguida, envereda pelo curso de Agronomia, que conclui em 1967, no Instituto Superior de Agronomia da Universidade Técnica de Lisboa.

Inicia a sua carreira de Engenheiro Agrónomo no complexo Agro Industrial do Cachão entre 1967 e 1975, com um interregno de 69 a 72 para cumprir o serviço militar na Marinha, num navio oceanográfico. Em 1975 parte para a docência no então Instituto Politécnico de Vila Real, actual Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro onde se aposenta como Professor Emérito.

É autor de várias publicações ligadas à Botânica Agrária, Ecologia Vegetal, Herbologia e Etnobotânica. É co-autor das obras Etnobotânica: plantas bravias comestíveis, condimentares e medicinais e Plantas aromáticas em Portugal: caracterização e utilizações. Foi orientador de estágios e teses de doutoramento. Está ligado a várias instituições durienses: Liga dos Amigos do Douro Património Mundial, Associação dos Amigos do Museu do Douro, bem como a diversas confrarias.

José Alves Ribeiro é um entusiasta pela sua área, a Botânica, mas não o é menos pelas áreas da História e da Literatura, sendo autor de um livro de crónicas assim como de alguns livros de poesia.

Actualmente pertence ao corpo docente da Universidade Sénior de Vila Real, assim como à Universidade Sénior de Alijó, concelho donde é natural.

Ainda não há comentários.

Deixar uma resposta